Missionário Alessandro Navarro

Missoes Bolivia

Em Janeiro de 2015 recebemos a visita do Missionário Alessandro Navarro, e com ele o desafio para sermos parceiros de Missões na Bolívia.

Após ouvir o testemunho entusiasmado e o projeto que objetiva atender principalmente jovens universatários na principal universidade federal de Cochabamba, sentimos nosso coração arder e separamos um período de oração.

Já em nosso Culto Administrativo (Assembléia Ordinária) de Março a igreja votou em unanimidade (cerca de 100 membros presente) pela adoção financeira e espiritual.

GLÓRIAS A DEUS! após um período de apoio missionário no Paraguai, voltamos ao campo internacional agora na Bolívia.

Que em TUDO Deus seja louvado!

Abraços Pastor Públio Azevedo


Alessandro Navarro

Elizana D’Carvalho Navarro

Aleandher Kevyn D’Carvalho Navarro

Alessandra Késie D’Carvalho Navarro

 

Introdução

 

Com o imenso desejo de ver uma geração bem informada e comprometida com a evangelização das nações, depois de algumas viagens missionárias para Bolívia, Argentina e Paraguai nos anos de 1999, 2003, 2004, 2013 e 2014 quando levamos grupos para terem suas experiências transculturais, fomos impactados depois que percebemos os desafios vividos por amigos que atuam na Bolívia.

 

Como temos atuado nas áreas de mobilizações e ensino vimos a necessidade do desenvolvimento de um trabalho nestas áreas nas igrejas, seminá- rios e universidades. O projeto com universitários começou na visão do Pr Marcelo Rodrigues, pastor da IBCI – Igreja Batista Central em Itaquera, quando em visita à cidade de Cochabamba na Iglesia Bautista em Tiquipaya pastoreada pelo Pr Leandro Mamani, observou a grande necessidade de desenvolver um trabalho de pastoreio com a juventude universitária brasileira que soma mais de 5000 estudantes.

 

Estes não possuem nenhum tipo de trabalho voltado para o evangelismo, discipulado e pastoreio.

 

Em Cochabamba existem outras universidades espalhadas na cidade mas pouco trabalho direcionado aos jovens.

 

O número de brasileiros estudantes na cidade está em torno de 30 mil e crescendo.

 

Muitos jovens, por estarem longe de sua pátria e lar acabam se afastando do Senhor e se aproximando das mas companhias indo para baladas aos fins de semana, se envolvendo em prostituição, drogas e há até casos de suicídio.

 

Tendo em vista o fato de eu, Alessandro Navarro, ter feito parte do corpo docente da SEBTEO – Seminário Batista de Teologia – e da secretaria da IBCI, estar disponível para ser enviado ao campo, foi discutida a viabilidade da família ser enviada para este projeto. Em Maio deste ano, fui designado a Cochabamba para acompanhar e interpretar o Professor Áriton Omar Simis, que ministra aulas de Grego.

 

Nesta oportunidade estive na Igreja Batista em Tiquipaya podendo conhecê-los. Também estive acompanhado de Jean Augusto de Carvalho, membro da Primeira Igreja Batista de Guaianases, zona leste de São Paulo e aluno do curso de medicina na UNIVALLE-Universidade do Valle, para conhecer o campus universitário.

 

Estivemos também a uma outra igreja, Batista CALAMA, na região central da cidade onde existe um grupo de jovens que se reúnem aos domingos à tarde mas por ser longe da UNIVALLE estudantes desta não frequentam os cultos.

 

Contudo este trabalho foi inspirador. Nos dias 24 a 30/11/14 estive na cidade de Cochabamba com o Pr Leandro Mamani onde além de participar do aniversário da Igreja que vamos atuar, pudemos estreitar os relacionamentos com os irmão e acertarmos algumas estratégias quanto ao trabalho a ser desenvolvido entre as igrejas e conselhos de pastores local. Breve Contexto histórico-cultural de Cochabamba

 

A população boliviana, estimada em 10 milhões de habitantes, é multiétnica, possuindo ameríndios, mestiços, europeus, asiáticos e africanos. A principal língua falada é o espanhol, embora o aimará e o quíchua também sejam comuns. Além delas, outras 34 línguas indígenas são oficiais.

 

O grande número de diferentes culturas na Bolívia contribuiu para uma grande diversidade em áreas como a arte, culinária, literatura e música.

 

O território boliviano é habitado há mais de 12 000 anos. No local, foram formadas vá- rias culturas, principalmente nos Andes, destacando-se, especialmente acultura Tiwanaku e os reinos aymaras posteriores à expansão Wari.

 

Estes reinos foram, por sua vez, anexados ao império Inca no século XIII. A cultura Tiwanaku se desenvolveu em torno do centro cerimonial homônimo próximo ao lago Titicaca. A sua fundação ocorreu provavelmente antes do ano 300. Posteriormente, a cultura inca estabeleceu um vasto império no século XV, pouco antes da chegada dos espanhóis.

 

Durante esse século, a Bolívia esteve ocupada por vários grupos de língua aimará (collas, pacajes, lupacas, omasuyos), destacando-se os collas, que dominaram um vasto território e que lutaram com os falantes de língua quíchuas de Cusco pelo controle da região. Os collas foram derrotados pelo inca Pachacuti, que se apoderou de quase todo o planalto boliviano.

 

A Bolívia constituiu, durante quase um século, uma das quatro grandes divisões do Tahuantinsuyo (império inca) sob o nome de Collasuyo. Cochabamba É a capital do departamento homônimo e a terceira maior cidade do país. Sua população é de cerca de 600 000 pessoas. A cidade foi fundada pelos colonizadores espanhóis em 1571 com o nome de "Villa de Oropeza". Tomou o atual nome em 1786. Localiza-se no oeste do país, numa depressão da Cordilheira Oriental a 2 560 metros de altitude. É uma cidade de economia agrícola.

 

Também é um importante centro comercial (feira de produtos agrícolas regionais) e industrial (refino de petróleo, indústria alimentí- cia). Possui minas de estanho, prata e cobre. Razão da invasão espanhola.

 

Objetivo Geral

 

Atuar, no desenvolvimento do cuidado pastoral nas universidades, na capacitação de obreiros aos campos missionários e com as demais igrejas e seminários da cidade e país, contribuindo para o ministério de Missões Mundiais. Somar experiências nas áreas de mobilização, conscientização missionária, palestras em seminários, igrejas e cuidado pastoral. Resultados 1. A promessa de Jesus Cristo: “Daí e ser-vos-á dado; boa medida, sacudida, recalcada, e transbordante vos deitarão no vosso regaço” (Lucas 6: 38). 2. A alegria por estender o Reino de Deus entre as nações: “Portanto ide, e fazei discípulos de todas as nações (etnias)” (Mateus 28: 19). 3.

 

O Reconhecimento do Senhor da Seara: “Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor” (Mateus 25: 21). 4.

 

Obediência à Grande Comissão –

 

A igreja alarga sua visão missionária e vai até aos confins da terra conforme Atos 1:8. 5. A certeza da ampliação da visão da Igreja Latina sobre Missões. 6. Ver a Igreja com a informação – a Igreja informada e consciente será capaz de terminar a tarefa. “Não há nenhum ministério que se desenvolva só e que possa se auto sustentar sem que haja uma equipe de parceiros em sua retaguarda”. I Cor 9:7 Plano de Ação Evangelismo, discipulado e pastoreio de universitários Mobilização e conscientização da igreja local Cochabamba Ministrar aulas no Seminário Teológico Batista de Cochabamba Projetos de intercâmbio missionário e estudantil com vocacionados de diferentes nações Receber obreiros de médio e longo prazo de diferentes nações Trabalhar para fortalecer a unidade das Igrejas na visão Missionária Mundial Mobilizar as Igrejas e seminários para o envio e adoção de obreiros aos campos

 

Primeira etapa Médio Prazo –

 

primeiros seis meses – Janeiro a Julho 2015 Entrada e adaptação cultural Iniciar reuniões com universitários, jovens e adolescentes Inclusão na igreja local Receber uma equipe de curto prazo em Julho (processo em andamento)

 

Segunda etapa –

 

2016 e 2017...

 

  • Receber no mínimo uma família de obreiros para ajudar nos treinamentos dos candidatos nativos e vindos de outros países (parcerias em andamento: Brasil, México e Bolívia) Esses obreiros já estão orando sobre o assunto.  
  • Preparar para enviar os primeiros bolivianos para as nações
  • Parcerias com outras igrejas e seminários para o envio de obreiros
  • Propósitos Construir uma consciência missionária nesta geração através do

 

meios e recursos disponíveis de forma a ter uma igreja transformada a cada passo.

 

  • Mostrar as diversificadas culturas, línguas, comportamentos, tradições,

 

costumes, necessidades e avanços, gerando um autêntico despertar e recrutamento da igreja de Cristo a favor da tarefa missionária.

 

  • Mobilizar os cristãos (igrejas, Seminários, empresários, jovens, adolescentes e crianças, nativos e estrangeiros e todos quantos queiram fazer a sua parte na

 

Grande Comissão) para que não apenas se sensibilizem, mas tomem atitudes investindo seu tempo, tesouro e talentos. Pois as necessidades são diversas não só dos povos e etnias, como também dos missionários, tanto dos que lutam na captação de recursos para saírem, quanto daqueles que já estão atuando no campo missionário, levando a mensagem do evangelho de Cristo a todos que ainda estão presos às suas crenças e tradições religiosas.

 

Ou seja, mostrar e atuar nas diversas faces dos campos missionários e além.

 

Objetivo Específico

 

Dar suporte às igrejas locais, missionários e candidatos aos campos missionários e seus respectivos ministérios. Evangelização, discipulado, educação e ensino, pastoreio universitário, atuar ainda em parceria com missionários e agências, ONGs e igrejas que já desenvolvem seus trabalhos. Declaração de Missão Cumprir com ousadia na dependência do Espirito Santo, o proposito eterno de Deus de alcançar os não alcançados com o Evangelho de Jesus Cristo, atuando nas áreas: espiritual, social, educacional, saúde e negócios.

 

Despertar, inspirar, encorajar e capacitar os cristãos latinos, visando terminar a tarefa da evangelização mundial. Declaração de Visão Levantar uma geração Latina comprometida e preparada para a evangelização dos povos não alcançados da Janela 10-40 e além.

 

Ver entre estes povos fieis adoradores do Senhor Jesus cumprindo o Seu ide. Declaração de Propósito Que Deus receba toda Honra, Glória e Louvor de todas as famílias da terra. “Do nascente ao poente, seja louvado o nome do SENHOR” Sl. 113:03

 

Perfil da família Navarro

 

Experiências Revista Urgência Missionária. 1990 a 1999. Diretor de Comunicação. Horizontes América Latina – HAL - Aluno do Projeto Radical. 1999 a 2003 Projeto Janela 10-40 e Além uma Missão Radical (03/99 – 03/03). Brasil, Paraguai, Pais de Gales, Escócia, Inglaterra. Membro do corpo de obreiros da HAL nas áreas de estratégia, Logística e Comunicações. (2003 – 2005) Projeto Bolívia – Santa Cruz de La Sierra (11/04) Projeto Argentina – Buenos Aires (12/05) Coordenador da Revista Visão Missionária em Uberlândia MG (2008 a 2011) Professor do IBADETRIM – História de Missões - Uberlândia 2010 - Professor na FABTEO – São Paulo 2013 – Contextualização Missionária Projeto Bolívia – Santa Cruz de La Sierra (07/13) Intercambio Docente em Cochabamba - Bolívia (05/14) IBCI – Igreja Batista Central em Itaquera. Secretario. Áreas de atuação Suporte às igrejas e ONGs parceiras na divulgação, mobilização e conscientização missio nária. Promoção de eventos missionários para ampliar a visão da igreja com palestras, conferências e seminários.

 

Divulgação do projeto para captação dos recursos necessários para cada uma de suas etapas.

 

Desafios: Passagens: R$2500,00 (saída programada para 12/01/15) Documentações: R$1500,00 Móveis para a casa: R$7000,00 Sustento mensal Ministerial: R$3000,00 (destes temos R$1000,00) Família Navarro

 

Ficha de Parceria Voluntária e Adoção (Enviar esta ficha de volta) SIM, eu desejo me tornar sócio mantenedor e intercessor do projeto Semeando No Campus e entendendo que formaremos um elo entre o missionário no campo e a igreja local.

 

Com esta ponte estamos cooperando com maior eficiência para evangelização mundial. Comprometo-me a estudar cuidadosamente cada passo não somente do desenvolvimento deste projeto como também do ministério dos missionários que atuam nas diversas áreas e regiões entre os Povos Não Alcançados da terra.


FICHA DE CONTRIBUINTE INDIVIDUAL

 

Estou ciente das minhas responsabilidades como sócio mantenedor deste projeto e firmo aqui o período de _______ anos onde estarei participando efetivamente.

 

Minha contribuição mensal será de _____________ reais, além de orar pelas estraté- gias de desenvolvimento do Projeto.

 

A melhor data para a minha contribuição será o dia ________ de cada mês. Nome:____________________________________Data/Nasc_________________________ Endereço:__________________________________________________________________ Bairro:____________________Cidade:_________________UF:_______CEP:______-_____ Tel:( )__________-___________ Cel:( )___________-____________ E-mail_____________________________________________________________________ Esposa(o)________________________________Data/Nasc__________________________ Igreja a que pertence:________________________________________________________ Nome do Pastor:_____________________________________________________________ Fone de seu Pastor:__________________________________________________________ Local e data:_________________________Ass:___________________________________ Como contribuir?

 

Alessandro Navarro de Souza Enviar o comprovante por email. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Por depósito bancário Bradesco AG 2271-3 C/C 5212-4 CPF 562.813.071-00

 

gp1

gp7

gp2

gp8

gp3

gp9

gp4

gp10

gp5

gp6